Facebook se desculpa por busca de rede social sugerir ‘vídeo de garotinha fazendo oral’

Busca do Facebook exibia ‘vídeo de garotinha fazendo oral’ como sugestão de resultado para pesquisa por ‘vídeo’. (Reprodução/Twitter/Keisha)

Rede social diz estar ‘buscando entender por que essas previsões de busca apareceram’. O Facebook se desculpou nesta sexta-feira (16) por exibir sugestões de “vídeos de garotinha fazendo [sexo] oral” quando usuários buscavam por vídeos na ferramenta de pesquisa da rede social.

O problema ocorria quando pessoas que usavam o Facebook escreviam “vídeo of” na caixa de buscas da rede social. A partir daí, a ferramenta de previsão de resultados exibia possíveis sugestões como “vídeo de garotinha fazendo [sexo] oral”, “vídeos sexuais” e “vídeos do tiroteio na escola da Flórida”.

Usuários da rede social publicaram no Twitter alguns exemplos do que ocorreu. A usuária Keisha acusou a empresa de permitir “pedófilo de usar o Facebook como ferramenta para distribuir pornografia infantil. “Eu estou muito perto de deletar minha conta para sempre.”

Depois disso, o Facebook foi obrigado a se desculpar. “Nós pedimos desculpas pelo que aconteceu. Assim que fomos alertados dessas previsões ofensivas, nós as removemos”, afirmou a empresa, em comunicado.

A companhia informou que ainda está “buscando entender por que essas previsões de busca apareceram e, indo além, nós estamos trabalhando para melhorar a qualidade das previsões de buscas”.

Ao mesmo tempo, o Facebook tentou explicar o que poderia ter ocorrido. A hipótese é que as previsões de resultados passaram a exibir as principais buscas feitas pelos usuários.

“As previsões de buscas do Facebook são representativas do que as pessoas podem estar buscando no Facebook e não necessariamente refletem os conteúdos atuais da plataforma”, informou a rede social.

A empresa pontuou ainda que imagens de intimidade ou sexo explícito não são permitidos em suas plataformas. “Nós não permitimos imagens explicitamente sexuais, e nós estamos comprometidos por manter esse tipo de conteúdo fora do site.”

Esse novo incidente surge após o Facebook já ter sido obrigado a se desculpar na semana passada. A empresa perguntou a usuários se deveria impedir ou não que homens pedisse fotos sexuais a garotas de 14 anos.

As ferramentas usadas para completar pesquisas em ferramentas de buscas já geraram críticas a outra empresa de tecnologia. O Google sofreu acusações de preconceito devido às sugestões que sua ferramenta de busca fazia.

Fonte: G1

Leia também